O Valor de um encontro

Encontrar alguém

foto internet A relação  mais valiosa que existe

Sábado dia 22/9 o Luciano Huck emocionou a todos no segundo episódio do quadro “Encontrar Alguém” do Caldeirão do Huck onde um filho pede para encontrar seu pai biológico.

Marcelo Junior desde um ano de idade até hoje com dezessete é criado pela sua mãe e seu padrasto que ele chama de pai, mas ele sente uma vontade imensa de criar vínculos, ter uma relação de amor, de pai e filho com seu pai biológico. Então ele resolveu escrever ao Caldeirão do Huck e fortes emoções rolaram…

O quadro começa com o Luciano Huck na casa de Marcelo Junior em Realengo bairro do Rio de Janeiro. Ao chegar a casa Luciano encontra um filho emocionado e sem acreditar na visita e fala: “Eu quero conhecer meu pai” e chora nos braços do Luciano.

A história que teria que acabar nos Estados Unidos onde o pai do Marcelo estaria morando vai terminar em Niterói Rio de Janeiro onde mora há dois anos o pai do Marcelo o Luís Gustavo. E por que então que o pai não foi procurar o filho? Os “Por quês” dessa história vão ser contados.

Esse desenrolar é um exemplo de que a relação pai e filho é algo precioso, precisa ser cuidada, ser amada, ter verdade, valores, perdão, segurança e presença física.

Quantos “Marcelos” e “Luis Gustavo” devem existir? Quantas relações de pai e filho por algum motivo se perderam e nunca ou dificilmente vão ter um final feliz como esse?

A relação pai e filho é extremamente importante para o crescimento emocional, espiritual e social do filho. É nessa relação que uma vida é gerada, é oferecida a ela a vivência de muitos sentimentos, o ensinamento de valores, a formação do caráter, dos sonhos, da importância de lutar e não desistir, de perder e ganhar.

Na história mostrada no Caldeirão o filho Marcelo esta de coração aberto para começar um relacionamento com seu pai biológico, mas será que o pai Luís Gustavo está? O pai relata sua “explicação” aos fatos, ou seja, o motivo de não ter procurado seu filho…um dos motivos seria o MEDO da rejeição por parte do filho…. Esse pai passou dezessete anos com essa sensação, sentimentos de culpa, de abandono…

Infelizmente muitos pais e filhos passam anos de suas vidas nessa situação, de “Achar que”…”mas se”…”não vai dar certo” e assim desperdiçam uma relação preciosa para ambos.Os pais não podem conviver com a amargura e a dolorosa sensação que os anos se foram, velozes, e nem sequer viram seus filhos crescerem.

É tão bonito ver um pai ensinando seu filho pequeno a andar de bicicleta, a jogar bola, a se relacionar com seus amiguinhos, ver o pai se transformar no super-herói favorito, a aconselhar seu filho sobre a vida, ensinar valores, princípios, a dizer todos os dias “Meu filho eu te amo”.

Gestos simples moldam o caráter de uma pessoa. Dão a ela destino e senso de pertencimento. E não precisa ter dinheiro para oferecer ao filho esses gestos de amor. Basta amar!

O amor move, o amor muda, o amor transforma, basta querer!!

A história completa e o final feliz vocês podem ver no link abaixo (site do Caldeirão do Huck).Espero que vocês tenham essa história como exemplo.

http://tvg.globo.com/programas/caldeirao-do-huck/encontrar-alguem/episodio/marcelo-junior-realiza-o-sonho-de-conhecer-o-pai-biologico.html#

Esta entrada foi publicada em Sem categoria. Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>